24 de outubro de 2015

Resenhando - Métrica


Oi turma! Tudo bom com vocês? Espero que sim!
O resenhando de hoje traz o livro "Métrica". Vamos conferir?
 
Titulo: Métrica
Autor(a): Colleen Hoover
Lançamento: 2013
Editora: Galera Record
Páginas: 304
Classificação do Livro:
 
Sinopse: O romance de estreia de Colleen Hoover, autora que viria a figurar na lista de best sellers do New York Times, apresenta uma família devastada por uma morte repentina. Após a perda inesperada do pai, Layken, de 18 anos, é obrigada a ser o suporte tanto da mãe quanto do irmão mais novo. Por fora, ela parece resiliente e tenaz; por dentro, entretanto, está perdendo as esperanças. Um rapaz transforma tudo isso: o vizinho de 21 anos, que se identifica com a realidade de Layken e parece entendê-la como ninguém. A atração entre os dois é inevitável, mas talvez o destino não esteja pronto para aceitar esse amor.
 Em “Métrica” a estória se inicia com Layken – Lake – nossa protagonista se mudando do Texas junto sua mãe – Julia – e seu irmão mais novo – Kel – para o Michigan, por motivos da morte de seu pai - ainda bem recente - e sua mãe não poder manter o estilo de vida que eles tem no Texas e por isso decide se mudar para um lugar onde teria a ajuda de sua amiga Brenda, onde o custo de vida também seria menor.
"E daí? E daí que a dor sobre a qual você escreveu ano passado não é o que você está sentindo hoje? Pode ser exatamente o que a pessoa na primeira fila está sentindo. O que você está sentindo agora, e a pessoa a quem suas palavras talvez afetem daqui a cinco anos - é por isso que se escreve poesia."  
 Chegando ao Michigan onde dali em diante seria seu lar, ainda com o coração um tanto quanto dilacerado por vários motivos, Lake percebe logo em sua chegada que seu irmão Kel já havia feito amizade com um garoto chamado Caulder e ao descer do caminhão logo vem em sua direção oferecendo ajudas e dando as boas vindas Will – irmão mais velho de Caulder e vizinho de Lake – que logo teve uma conexão com Lake e o que você já pode adivinhar o que vem por ai, um romance daqueles bem açucarados onde logo houve um primeiro encontro? Você errou em uma parte e acertou em outra, sim houve um primeiro encontro, mas que foi diferente de tudo aquilo que é tradicional em livros em filmes e livros, Will levou Lake para uma boate onde se tinha competição de SLAM todas as quintas feiras, mas o que seria slam? Slam é uma competição de poesias junto a encenações – achei super foda isso. E quanto a outra parte da pergunta, a parte do romance? Quanto o romance não achei que fosse algo clichê pois gostei da forma como a autora trata essa parte que pode ser chata ou interessante em uma estória, que no caso foi de forma interessante.
"Neste momento, não sou mesmo capaz de compreender como deve ser ter o coração partido de verdade. Se eu sentir uma dor apenas um por cento mais forte do que já estou sentindo, abdico do amor. Não vale a pena."
Mais como nem tudo é um mar de rosas, sempre tem algo para estragar a parte do romance, Will de apenas 21 anos tinha um garoto de 9 anos que precisava dele e de dinheiro para sobreviver, Will cuidava de Caulder e compartilhava da mesma perda de Lake só que com uma diferença: de uma vez só, viu seu pai e sua mãe ir embora e teve de assumir essa responsabilidade e para isso Will dava aulas no mesmo colégio que Lake – 18 anos - passaria a frequentar e ter aulas adivinha com quem? Isso mesmo com WILL. E logo tiveram que se afastar.

Com o desenvolver da estória podemos acompanhar a personalidade forte de cada personagem, e vou dizer que eu achei algumas atitudes de Lake de menininha mimadinha, e muitas vezes achei até sem motivos plausíveis para tais comportamentos. A personagem que mais gostei – amei, adorei, me apaixonei – foi Eddie – melhor amiga de Lake – que tem muitos motivos para viver reclamando da vida mais tem uma maneira de viver muito louca e autêntica, o que deixa o livro em suas cenas bem descontraído.

“Métrica” foi um livro que li pelo motivo da grande comparação que fazem dele com o livro “Sr. Daniels” da Brittainy C. Cherry e sabe o que eu descobri? Que essas comparações são realmente válidas pelo fato da premissa ser realmente muito parecida, mas cada autora deu um toque especial a estória de um modo que ela nos tocam de maneiras diferentes, pois as duas estórias são rodeadas pelo luto e pelo romance entre aluna e professor.

Enfim, achei a estória original e muito criativa, amei a escrita da autora, amei as várias poesias que contém na estória, amei essa coisa chamada Slam que eu nem sabia da sua existência, amei a forma descontraída – que muitas vezes não deixam de ser dolorosas - como Collen trata as dificuldades da vida, simplesmente amei, sim amei é a palavra, por isso recomendo a leitura a todos amantes de NA – se ainda tiver algum que nunca leu “Métrica” haha.
 
Logo tem resenha de "Pausa" por aqui!
 
------------------------------------------------------------------------------
 
E ai galerinha já leram Métrica? O que acharam?
Abraços!
 

Um comentário:

  1. Oi Felipe, tudo bem? :)

    Acredita que nunca tive tive vontade de ler Métrica? :/
    Mesmo tento ouvido ótimos comentários e tendo muita curiosidade pela escrita da Collen (olha a intimidade da pessoa! *-* haha') ainda assim sinto que exatamente pelo tanto de comentários que ouvi, acabaria indo até esse livro com expectativas demais, sabe?
    Por isso preferia começar a conhecer a autora através de outra obra e quem sabe um dia apostar em Métrica?

    Sua resenha definitivamente me deu motivos! haha'

    P.s: desculpa o sumiço =P haha'

    Beijos! ;*
    Letras Eternas

    ResponderExcluir